"
Blog do Rogério
Sobre as apreensões do DETRAN
Publicado em 24/2/2015 09:57:23.

Queria fazer algumas observações sobre as recentes operações do DETRAN na nossa região para apreender veículos que estão em situação irregular (seja pelo não pagamento do IPVA, ou pela falta de licenciamento):

1) O contribuinte tem a obrigação legal de pagar seus impostos em dia. Isso é fato. Mas é fato também que o IPVA no Estado do Rio de Janeiro é um dos mais caros do Brasil.

2) Penso que a vistoria deveria ser a cada dois anos e não anual, como é agora, e deveria isentar veículos com até três anos de uso. Além disso, é preciso melhor a eficiência do DETRAN para que o contribuinte consiga ser atendido com mais agilidade nos postos.

3) As taxas cobradas para reboque dos veículos apreendidos, bem como as diárias nos pátios são exorbitantes.

4) Penso que ao invés de realizar operações como essas, seria mais eficiente o governo lançar uma campanha de parcelamento e renegociação para os inadimplentes colocarem seus impostos em dia. Muitas vezes, a pessoa não paga porque não quer, mas porque não tem condições.



Água: precisamos agir antes de chegarmos ao nível crítico de São Paulo
Publicado em 27/1/2015 22:07:53.

Há pouco mais de um ano, a crise hídrica em São Paulo ganhava as manchetes. Resultado de um longo período de estiagem, combinado ao crescente aumento de consumo e a falta de investimentos do poder público, o problema da água começou a preocupar cada vez mais os paulistas. Algumas pedidas paliativas foram tomadas na expectativa de que as coisas melhorassem em médio prazo, com um volume maior de chuvas, o que até agora não aconteceu.
Hoje o cenário em São Paulo é de caos e mesmo as medidas de racionamento e a economia que a população espontânea ou forçadamente vem fazendo parecem ser insuficientes para resolver o problema em curto prazo. Em longo prazo, há muito que se fazer, como melhorar a tubulação para evitar desperdícios de água que acontecem mesmo antes da água chegar às residências e empresas, além de se buscar novas alternativas de captação.
Aqui no Estado do Rio de Janeiro, particularmente na região Sul Fluminense, a situação é “menos pior” que em São Paulo, mas apenas menos pior. Creio que as nossas autoridades, municipais e estaduais, devam agir de maneira mais forte e mais rápida, buscando alternativas de captação, promovendo políticas de incentivo à economia de água para não chegarmos ao ponto em que chegou São Paulo. Temos que, principalmente, modernizar as tubulações para conter o desperdício.
Além disso, é fundamental entender que o problema da falta de água no Brasil é resultado de uma política de crescimento desordenado, que altera totalmente o clima (basta ver o calor insuportável desse verão). Precisamos realizar políticas de plantio de árvores, de recuperação da mata atlântica e, nesse ponto, me orgulho muito do trabalho desenvolvido pela Transporte Excelsior, em sua sede campestre, na Califórnia, distrito de Barra do Piraí, onde plantamos 30 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica.
Chegamos a um ponto que não dá para esperar mais. É agir ou agir!



Dia 09 será decisivo para a política de Volta Redonda
Publicado em 5/12/2014 16:58:53.

A próxima terça-feira será um dia decisivo para a história de Volta Redonda. Uma sessão do Tribunal Superior Eleitoral vai determinar quem deve governar o município nos próximos dois anos.

Haverá dois recursos em pauta. Um deles, apresentado pelo Prefeito Neto e pelo vice-prefeito Paiva, tenta reverter a cassação do mandato deles feita pelo TRE.

O Outro recurso foi apresentado pelo deputado Zoinho e por mim, que fui seu vice na eleição de 2012, contra uma decisão do TRE que cassou o registro da nossa candidatura.

Há diferenças substanciais entre os dois casos e a manifestação do Ministério Público Federal deixa isso bem claro: enquanto os promotores opinaram pela aceitação dos recursos do Zoinho e o meu, ou seja, foram favoráveis a nós; em relação ao atual prefeito, a manifestação foi totalmente oposta, recomendando a manutenção da cassação.

Obviamente que seria impossível igualar as coisas. O processo que Zoinho e eu respondemos foi movido pelos advogados do atual prefeito alegando que teríamos sido favorecidos por publicações feitas por um jornal de Volta Redonda. Além de não termos qualquer tipo de ingerência em relação ao referido jornal, certamente o periódico, desconhecido para a maioria das pessoas, não teria o poder de influenciar a eleição em Volta Redonda.

As acusações contra o prefeito, por outro lado, são bem mais sérias e graves.  Vejam abaixo:

  1. Veiculação de propaganda institucional nos 03 meses anteriores ao pleito;
  2. Material disponibilizado no site da PMVR;
  3. Propaganda Institucional com o intuito de divulgar a inauguração de serviços na cidade com a presença do Governador Sérgio Cabral, destacando os atos praticados pela Administração;
  4. Cartaz com promoção de construção de uma ponte;
  5. Placa divulgando o número de crianças em creches no município e material de divulgação do Projeto Garoto Cidadão;
  6. Placa divulgando a obra de construção da arena esportiva, associando a obra ao então candidato à reeleição;
  7. Utilização de slogan utilizado pelo Prefeito Neto em suas gestões;
  8. Placas com publicidade institucional afixadas no estádio municipal, em partidas de futebol, divulgando projetos realizados pela Administração Municipal, naquele ginásio, facilmente reconhecidas pelos eleitores do município;
  9. Propagandas do Centro de Imagens e Policlínica da Cidadania têm nítido intuito de ressaltar as qualidades da gestão do então prefeito;
  10. Propaganda de exposição de arte por meio de outdoors;
  11. Presença do símbolo da Prefeitura abaixo do nome da instituição, garantindo a publicidade da Administração Municipal por meio de Projeto Social por ela mantido;
  12. Campanha publicitária de doação de leite humano e do Banco de Olhos. Ainda que sejam de interesse público fazem referência à PMVR com a utilização do símbolo da prefeitura (sem autorização prévia do TRE, como determina a legislação). 

 

Estou sereno e aguardando a decisão da Justiça. Esses processos se prolongaram muito e a cidade de Volta Redonda merece uma definição. Caso a decisão da justiça seja pela mudança de poder na cidade, que se dê o mais rapidamente. Para o bem de todos! 



Quanto custa eleger um deputado estadual?
Publicado em 10/11/2014 17:42:49.

Finda a campanha eleitoral, todos os candidatos, eleitos ou não, precisam apresentar uma prestação de contas que discrimine quanto arrecadaram e de onde vieram os recursos. Quando pegamos a relação que os candidatos apresentaram à Justiça Eleitoral, é possível observar que o candidato mais votado em Volta Redonda e único que se elegeu teve uma despesa declarada de mais de R$ 1 milhão.

A minha campanha, ao contrário do que muitos imaginavam, foi feita de forma modesta. Arrecadei R$ 266.721,13, sendo que desse valor, a maior parte (R$ 148.600,00) veio de doação da Transporte Excelsior, empresa da qual sou acionista e diretor superintendente. Outros R$ 66.625,00 vieram do partido e apenas o restante foi fruto de doações de empresas e pessoas físicas.

Acredito que alguém que almeja um cargo público precisa ter responsabilidade já na hora de se fazer campanha, mas entendo que, muitas vezes, o dinheiro pode desequilibrar o pleito.

Abaixo, segue a relação de receita e despesas dos candidatos a deputado estadual de Volta Redonda, e também uma relação do “custo” de cada voto.

No site da Justiça Eleitoral (http://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-2014/prestacao-de-contas-eleicoes-2014/divulgacao-da-prestacao-de-contas-eleicoes-2014) é possível acompanhar todos os gastos e receitas de todos os candidatos. Vale a pena conferir e fiscalizar.

 

CANDIDATO

RECEITAS

DESPESAS

ALBERTASSI

R$ 1.094.075,01

R$ 1.094.075,01

GRANATO

R$ 781.776,00

R$ 781.329,59

GOTARDO

R$ 710.796,00

R$ 710.662,57

ROGÉRIO LOUREIRO

R$ 266.721,13

R$ 266.481,04

EDSON QUINTO

R$ 253.260,56

R$ 253.260,56

NELSON GONÇALVES

R$ 246.755,55

R$ 246.528,61

PAIVA

R$ 185.634,50

R$ 185.597,42

MAURÍCIO BATISTA

R$ 21.000,00

R$ 21.000,00

MARQUINHO MOTORISTA

R$ 14.245,90

R$ 13.477,82

 

CANDIDATO

RECEITAS

DESPESAS

VOTOS

CUSTO/VOTO

EDSON QUINTO

253.260,56

253.260,56

5.724,00

44,25

GRANATO

781.776,00

781.329,59

19.528,00

40,01

GOTARDO

710.796,00

710.662,57

24.218,00

29,34

ROGÉRIO LOUREIRO

266.721,13

266.481,04

10.468,00

25,46

ALBERTASSI

1.094.075,01

1.094.075,01

61.459,00

17,80

NELSON GONÇALVES

246.755,55

246.528,61

23.316,00

10,57

PAIVA

185.634,50

185.597,42

19.572,00

9,48

MARQUINHO MOTORISTA

14.245,90

13.477,82

4.195,00

3,21

MAURÍCIO BATISTA

21.000,00

21.000,00

6.882,00

3,05






Page not found | Video Games Roleplaying
PRIMEIRA | 1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 | ÚLTIMA